Televendas: (11) 3995-9275

Visual merchandising: o acesso da sua loja pode mudar tudo!

| Dicas

Visual merchandising: o acesso da sua loja pode mudar tudo!

Uma entrada convidativa e espaçosa pode ser a chave para atrair mais clientes!

 

Acesso, o layout da loja e facilidade do fluxo são itens fundamentais na hora de planejar uma loja harmônica e convidativa.

 

Na Dica Lemier Premium anterior, começamos uma série sobre visual merchandising que pode te ajudar a tornar o seu negócio mais rentável, apenas com alguns ajustes no formato da sua loja. Como vimos, a fachada e a vitrine podem ser responsáveis por até 70% das suas vendas, atraindo o consumidor com assertividade até seu ponto de venda. Se o primeiro passo foi atrair o potencial cliente para dentro da loja, o próximo com certeza será deixá-lo confortável dentro do seu espaço comercial.  

 

Para isso, três coisas são imprescindíveis: o acesso, o layout da loja e a facilidade do fluxo. Uma via de acesso espaçosa e livre de obstáculos, por exemplo, é tão importante quanto a vitrine. Afinal, de que adianta atrair o cliente até a vitrine e logo na sequência dificultar sua entrada no local com objetos como caixas, manequins e expositores que travam a entrada?

 

Para que isso não aconteça, você pode tomar providências práticas. Fique de olho nas melhores técnicas de acesso:

 

Close the door | Portas de vidro são indicadas apenas para ambientes pequenos, uma vez que inibe a entrada do público, pois é encarada com desconfiança, principalmente pela classe C e D. Caso seja seu caso, não se esqueça do ar condicionado, sobretudo em regiões muito quentes.

Impedimento ZERO | Uma entrada sem rampas, degraus ou portas sempre será a melhor opção.

Acessibilidade | Caso os degraus ou portas sejam indispensáveis, cuide para que a largura da porta permita a entrada de cadeiras de rodas e carrinhos de bebê ou certifique-se de que haja uma rampa com corrimão.

Passagem | Parece algo bem corriqueiro, mas a calçada é um dos principais cuidados quando o assunto é fluxo. Certifique-se de que ela esteja sempre em bom estado de conservação, sem irregularidades ou saliências que coloquem idosos, crianças e cadeirantes em risco.

 

Depois que você garantiu a entrada segura do consumidor na loja, é hora de pensar no layout da loja. Esse fator vai muito além de um simples aproveitamento de espaço X produto, pois a circulação dos clientes acontecerá nesse espaço livre.

 

Móveis | A distribuição do conteúdo da loja, ou seja, manequins, expositores, prateleiras, sapateiras, araras, etc., deve incentivar o cliente a circular por todo ambiente, portanto, deve estar bem distribuído.

Como o varejo de moda é um ambiente bem específico, a circulação de clientes é tão importante quanto a área ocupada pelos produtos. Portanto, balancear área X móveis é de extrema importância.      

Equilíbrio | Nem muito vazia, nem muito cheia: é assim que se mede o equilíbrio de um espaço comercial do segmento de varejo de moda.

Multidão | Caso você perceba aglomerações em determinados pontos, melhor rever o espaço.

Reposição | Deve ser feita em horário estratégicos com menor fluxo de clientes.

 

Curtiu? No próximo post dessa série sobre visual merchandising, você ficará por dentro de técnicas para a decoração, móveis e iluminação da sua loja para atrair mais clientes. Fique de olho e não perca uma só dica da Lemier Premium!

Assine Nossa Newsletter